UA-124819122-1 Painel | SIGE

Painel XX SIGE

Ensino e pesquisa em Defesa com foco em Aplicações Operacionais

O tema Ensino e Pesquisa em Defesa com Foco em Aplicações Operacionais pode ser entendido como a interseção das áreas de ensino e pesquisa, inseridas em um contexto de interesse da Defesa, e que possam ser consideradas como atividades que causem impactos diretos nas atividades operacionais das Forças Armadas.

Ensino envolve vários níveis de educação, que se estende desde a educação básica até os níveis superiores da educação universitária. À medida que o nível de formação se eleva, as atividades de ensino caminham na direção da pesquisa, culminando no nível stricto sensu dos cursos de mestrado e doutorado. Por sua vez, a pesquisa pode ser conduzida no campo da ciência, da tecnologia e ou da inovação, onde questões sobre abrangência, foco, produto e aplicação podem ser consideradas.

O setor de Defesa não se resume apenas ao contexto das atividades de aplicações operacionais. Trata-se de um tema abrangente, que perneia o setor acadêmico, industrial e o próprio setor operacional das Forças Armadas.

Este ano, em sua vigésima edição, o SIGE aborda essa questão como tema do painel de discussão, que tem como objetivo discutir de forma exploratória, livre e independente, quando as atividades de pesquisa estão relacionadas ao ensino e à formação de recursos humanos e como podem ser conduzidas de forma alinhada com os anseios e demandas da Defesa Nacional, focadas nas aplicações operacionais das Forças Armadas.

Para tal, foram convidados para a mesa de debate integrantes dos diversos setores envolvidos. Para falar sobre ensino e pesquisa, convidamos o Prof. Dr. Roberto Gil Annes da Silva, professor do ITA e atual Chefe das Divisão de Pós-graduação e Pesquisa do ITA. Para conduzir a discussão no campo conceitual das definições de Ciência, Tecnologia e Inovação, convidamos o T.Cel Eng R/1 Ary Guimarães Neto, do Núcleo de Gestão da Inovação do DCTA. Convidamos também o Cap QOEA Carlos Cesar de Castro Deonisio, do Ministério da Defesa, que traz sua experiência adquirida no trato de questões desta natureza junto ao Ministério da Educação, em especial nas discussões sobre o Programa Pró-Defesa. Para contribuir nas discussões relacionas ao setor operacional, convidamos o Cel Av Luciano Barbosa Magalhães, Diretor do Instituto de Aplicações Operacionais (IAOP), profundo conhecedor do tema e das demandas do Setor Operacional. Convidamos também o Maj. Av Edson Luiz Cestini Gouveia, da Terceira Subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), que atualmente tem conduzido os assuntos relacionados com o Programa de Pós-graduação em Aplicações Operacionais (PPGAO) junto ao EMAER.

A dinâmica do debate será composta por uma fase inicial de apresentações, em que cada membro da mesa de debates terá até 10 minutos para discorrer sobre o tema, sem interrupção para perguntas. Após as apresentações individuais, o tema será colocado em discussão entre todos os participantes, integrantes da mesas e plateia, que terão até 30 minutos para debater sobre o tema. O debate será coordenado pelo Cel QOECOM Olympio Lucchini Coutinho, Coordenador do PPGAO no ITA.

Cada ressaltar que o debate é aberto e a discussão é livre entre todos os participantes. A opinião dos integrantes da mesa não reflete necessariamente o posicionamento oficial do setor do qual fazem parte.

Espera-se desta forma que as discussões resultem em um entendimento comum sobre este tema multidisciplinar, que envolve ensino, pesquisa, CT&I e suas correlações com o setor de Defesa e o setor operacional das Forças Armadas.

Menu
SIGE

Bem vindo ao XX SIGE!

SIMPÓSIO DE APLICAÇÕES OPERACIONAIS EM ÁREAS DE DEFESA

O Simpósio de Aplicações Operacionais em Áreas de Defesa (SIGE) é promovido como parte das atividades de ensino e pesquisa em aplicações operacionais no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), dentre as quais se destacam o Programa de Pós-graduação em Aplicações Operacionais (PPGAO), o Curso de Especialização em Análise de Ambiente Eletromagnético (CEAAE), o Laboratório de Comando e Controle e Defesa Cibernética do ITA (LAB-C2-DC) e o Laboratório de Guerra Eletrônica do ITA (LAB-GE).